2 de maio de 2009

O banho das manhãs na Praia das Maçãs




José Malhoa, Praia das Maçãs, 1918 (é na antiga esplanada do Grego, onde há agora umas ruínas cheias de gatos, quando se sobe da praia para o Camarão, do lado esquerdo).

Em fim de semana prolongado, com a temperatura a subir, aqui fica, para todos os aficionados da Praia das Maçãs, este delicioso limerick de Hélio Osvaldo Alves:
Havia uma nudista na Praia das Maçãs
Que ia tomar banho cedo todas as manhãs
Os rapazes nem dormiam
Com medo de que perderiam
O banho das manhãs na Praia das Maçãs.


Hélio Osvaldo Alves, Pensar Sem Senso - Limericks Portugueses, Porto, Campo das Letras, 2002.

1 comentário:

  1. O José Malhoa nasceu nas Caldas da Rainha e com 12 anos entrou para a escola de Belas Artes. Em todos os anos ganhou o primeiro prémio, devido às suas enormes faculdades e qualidade artísticas. Tem no parque D. Carlos I em Caldas da Rainha um museu com o seu nome. Trata-se do primeiro museu construído de raiz em Portugal.
    Tenho uma especial admiração por ele.

    Beijinho
    Vera Jesus

    ResponderEliminar