11 de junho de 2009

O leite inglês já não vem de Sintra, mas ainda temos o Miguel Esteves Cardoso

(Foto: os dias que passam)

Soube-se, há tempos, que o leite Vigor passou a ser produzido algures no norte. O pai de família lisboeta que veraneia na Ericeira perde assim o ensejo de, ao passar por Odrinhas, atirar ao filho o fatal dichote, com aquele ar de mestre-escola a ensinar os afluentes do Douro:
— Aqui é Odrinhas, de onde vem o leite Vigor!
Mais a sério, não sei que bairrismo incontido me faz agora encarar com desconfiança aquelas garrafinhas de vidro imaculadamente brancas, das quais, durante anos, fui ávido consumidor.
Claro que há vinte ou trinta anos que o avanço da construção deve ter determinado que as únicas vaquinhas malhadas de Sintra fossem mesmo as que vinham estampadas na garrafa. Mas era, talvez, uma questão de fé.
Lembro-me de ouvir dizer que o leite Vigor fora criado para imitar o leite inglês, durante a segunda guerra, de forma a poder ser vendido aos muitos compatriotas de Byron que então se instalaram em Portugal — sobretudo no eixo Estoril-Sintra. Terá passado pela cabeça de alguém que por uma espécie de metempsicose do nevoeiro, as vacas de Sintra dariam um leite inglesado? Ou tudo não passará de mais um mito resultante daquela antiga mania de ver ingleses em tudo o que tenha a ver com o Glorious Eden?
Há vinte e três anos, ainda o Miguel Esteves Cardoso dedicava ao leite Vigor, o genuíno, o delicioso texto que aqui fica:
«O nome completo é LEITE ESPECIAL VIGOR PASTEURIZADO. A garrafa, de vidro robusto mas claro, traz ainda a indicação do fabricante (Lacticínios Vigor, Lda.), e um conselho útil que, sem mencionar a palavra frigorífico, convida o consumidor a conservar em ambiente frio, semelhante ao do microclima invernoso de Sintra.
Uma das vantagens de viver na linha de Cascais é poder comprar litros de leite VIGOR com facilidade — daí o aspecto mais saudável e surfista dos habitantes, comparado com as faces macilentas do citadino, para quem a palavra leitaria significa, simplesmente café.(...)
O leite VIGOR vem de Sintra (mais concretamente de uma misteriosa localidade chamada Odrinhas) e cada litro custa aproximadamente 80$00, com depósito
MEC, A Causa das Coisas, 1986.

Sem comentários:

Enviar um comentário