10 de agosto de 2009

A correcção da Visão

Interrompo a pausa a que me obriguei, por motivo de férias, para dar conta da correcção que a Visão publicou no último número, relativamente aos lapsos da peça Férias com História (Visão 855), de que dei conta aqui e aqui. Registo igualmente, com muito agrado, o cordial e-mail que me foi enviado por Sara Belo Luís, co-autora da referida peça. Fica a correcção publicada pela revista.
CORRECÇÃO
«Ao contrário do que se disse na peça Em busca do tempo perdido (V855, Férias com História), não foi Camões, mas Vergílio Ferreira quem escreveu que «Sintra é o mais belo adeus da Europa quando enfim encontra o mar» (Sintra Património da Humanidade). O autor de Manhã Submersa inspirou-se, isso sim, em Camões para «louvar» aquela que os navegadores da época camoniana viam como «a última memória da terra.» Pelo lapso, as nossas desculpas. Por outro lado, o eléctrico de Sintra deixou recentemente de chegar à Praia das Maçãs, ficando-se pela Ribeira.»
Visão nº 857, p. 8.

1 comentário:

  1. Está na altura de rectificar de novo. A partir de sábado, dia 15, os carros eléctricos voltam de novo a circular entre Sintra e a Praia das Maçãs.

    ResponderEliminar